Segunda-feira, 21 de Agosto de 2017

Buscar   OK
Redes Sociais


Hora Certa

Locutor (a)
MADRUGADA DE EMOÇÕES
Enquete
Você gostaria de mudar-se para outro País?

 Não, eu adoro o Brasil!
 Sim, acho que o Brasil é muito sem cultura!
 Talvez sim, talvez não.
 Depende... se o Brasil estivesse em Guerra e o outro País não...
 Sei Lá, nunca pensei no assunto!

Publicidade Lateral
Top Música
1
A Culpa é Sua
Léo Satana
2
Sapequinha
Eduardo Costa
3
Minha Princesa
Desejo De Menina
4
Lábios De Mel
Ivete e Criolo
5
Não Conto
Wesley Safadão
Estatísticas
Visitas: 805036 Usuários Online: 17
Bate Papo

Digite seu NOME:


Política

Publicada em 03/08/17 as 08:39h - 16 visualizações
Após rejeição da Câmara, Fachin decidirá futuro da denúncia contra Temer

RÁDIO PETROLINA FM 98,3,

Link da Notícia:

 (Foto: RÁDIO PETROLINA FM 98,3,)

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin disse hoje (2) que vai decidir como ficará a tramitação das acusações contra o presidente Michel Temer e o ex-deputado federal Rodrigo Rocha Loures, uma vez que os deputados não autorizaram a Corte a analisar a denúncia da Procuradoria-Geral da República (PGR). A votação continua na Câmara dos Deputados, mas já foi atingido o total de votos necessários para que a denúncia seja rejeitada.

Uma das possibilidades é que a tramitação da denúncia contra Temer fique suspensa até o fim do ano que vem, quando o presidente deixará o mandato e pode voltar a ser investigado na primeira instância da Justiça. No caso de Loures, que não tem foro privilegiado, a decisão deve confirmar se o ex-parlamentar continuará sendo alvo de inquérito no Supremo ou se as investigações seguirão para a primeira instância. Caberá à PGR fazer os pedidos formais ao ministro.

"Assim que a Câmara tomar uma decisão, eu vou ordenar o processo em seguida. Mas não vai demorar muito", disse o ministro ao chegar para sessão do Supremo.

A autorização prévia da Câmara para processar o presidente da República está prevista na Constituição.  A regra está no Artigo 86:  "Admitida a acusação contra o presidente da República, por dois terços da Câmara dos Deputados, será ele submetido a julgamento perante o Supremo Tribunal Federal, nas infrações penais comuns, ou perante o Senado Federal, nos crimes de responsabilidade".

No mês passado, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, denunciou o presidente Michel Temer ao Supremo pelo crime de corrupção passiva. A acusação está baseada nas investigações iniciadas a partir do acordo de delação premiada da JBS. O áudio da conversa gravada pelo empresário Joesley Batista, um dos donos da empresa, com o presidente, em março, no Palácio do Jaburu, também é uma das provas usadas no processo.

O ex-deputado federal Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) também foi denunciado pelo procurador pelo mesmo crime. Loures foi preso no dia 3 de junho por determinação do ministro Edson Fachin. Em abril, Loures foi flagrado recebendo uma mala contendo R$ 500 mil, que teria sido enviada pelo empresário Joesley Batista, dono da JBS.

Durante a investigação, a defesa de Temer questionou a legalidade das gravações e os benefícios concedidos ao empresário Joesley Batista pela PGR na assinatura do acordo de delação premiada.

Fonte: Agência Brasil




Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Parceiros

AV. Francisco Coelho de Amorim , Nº 45, BAIRRO: José e Maria, CEP 56320-440 - PETROLINA/PE FONES: (87) - 3867.1049 - (87) - 3861.5555 - (87) 8802.1892 EMAIL: radiopetrolinafm@hotmail.com ou petrolinafmcomercial@hotmail.com
Copyright (c) 2017 - RÁDIO PETROLINA FM 98,3, - Todos os direitos reservados