Seja bem vindo ao nosso site RÁDIO PETROLINA FM 98,3,!

Buscar  
Hora Certa

Redes Sociais
Nenhuma programação cadastrada
para esse horário
+ Acessadas
Mulher é agredida com socos pelo companheiro no Dom Avelar em Petrolina
Minha Casa Minha Vida terá mudanças
Irmã de vice-prefeito de Bodocó (PE) presa por racismo é nomeada secretária de Igualdade Racial em Pernambuco
Gasolina sobe 19,5% em seis meses e já beira os R$ 5 em algumas cidades
Guarda Civil Municipal prende homem suspeito de tráfico de drogas em Petrolina
Evangélicos impulsionam Bolsonaro e Marina e derrubam Lula, revela Datafolha
Enquete

Na sua opinião, o Hospital Universitário deve servir só a Petrolina?

Não

Sim


Videos
12/03/18Gusttavo Lima - Apelido Carinhoso
Publicidade Lateral
Banner Lateral 03
Banner Lateral 02
Equipe
Calian Lima - Sonoplasta e Programador
Cesar do Lau - Locutor Apresentador
Nina Duarte - Gerente Adm/Financeiro/Comercial
Vanya Alves - Produtora dos Programas: Edenelvado Alves e Ronda Policial
Apresentador/Gerente de Programação
Jorge Cirilo - Motorista
Evanilson Barbosa - Reporte Policial
Top Música
1
Desejo De MeninaMinha Princesa
2
Ivete e CrioloLábios De Mel
3
Wesley SafadãoNão Conto
4
Gustavo LimaMilu
5
ZE VAQUEIRODECIDA
6
TIERRY FEAT GUSTAVO LIMAACERTOU NA MOSCA
7
DANIELCASAVA DE NOVO
8
DIEGO E VITCTOR HUGO FEAT SAIA RODADAPISADINHA
9
MAIARA E MARAÍSAAÍ EU BEBO
Bate Papo

Digite seu NOME:

Estatísticas

Visitas: 3384206

Usuários Online: 17

Brasil

Temer promete tolerância zero a traições em votação de denúncia na Câmara

Publicada em 23/10/17 às 10:19h - 2237 visualizações RÁDIO PETROLINA FM 98,3,

Link da Notícia:
Compartilhe
   

Temer promete tolerância zero a traições em votação de denúncia na Câmara
 (Foto: RÁDIO PETROLINA FM 98,3,)
Para reter apoio no plenário da Câmara dos Deputados, o governo de Michel Temer vai endurecer o discurso com sua base aliada e oferecer o apoio da máquina federal nas eleições de 2018 apenas aos deputados que votarem para barrar a segunda denúncia contra o presidente na quarta-feira (25).

Em conversas com parlamentares governistas, ministros e líderes partidários passaram a dizer que traições e omissões na votação desta semana não serão toleradas.

Eles avisam que aqueles que ficarem contra Temer serão tratados como oposicionistas até o fim de seu mandato - e, portanto, não terão acesso a cargos e à estrutura do governo federal em 2018.

O ponto central do discurso do Planalto é o de que a votação da próxima quarta será a última oportunidade que os deputados terão para demonstrar fidelidade ao presidente e colher recompensas antes do ano eleitoral.

Nos próximos dias, os articuladores do governo reforçarão a ameaça de demissão dos aliados daqueles parlamentares que votarem contra Temer. A promessa é de que esses deputados não terão direito a novas nomeações o fim do atual governo.

Trata-se de uma reedição da estratégia adotada pelo Planalto na votação da primeira denúncia apresentada pela PGR (Procuradoria-Geral da República) contra o presidente, em agosto.

Na ocasião, o governo também ameaçou retirar cargos de quem votasse contra Temer e demitiu, de fato, uma centena de aliados desses parlamentares. No entanto, o Planalto deixou a porta aberta para reaproximações.

TOLERÂNCIA ZERO: Agora, ministros e líderes da base aliada querem uma política de "tolerância zero". Eles dizem que os deputados que votarem a favor do prosseguimento da denúncia por organização criminosa e obstrução da Justiça contra Temer devem passar a ser tratados como adversários.

"Quem votar contra o presidente Temer escolheu ser oposição. Ainda mais com base nessa denúncia, absolutamente inepta e fruto de uma grande armação", afirma o deputado Baleia Rossi (SP), líder do PMDB.

O discurso mais duro é a principal estratégia dos articuladores políticos de Temer para evitar defecções que poderiam reduzir a margem de votos a favor do presidente no plenário, em comparação com a primeira denúncia.

O governo tenta conter dispersões em sua base de sustentação que possam colocar em risco a aprovação de projetos de interesse do Planalto - em especial, medidas de ajuste fiscal com impacto no Orçamento do ano que vem.

Auxiliares de Temer reconhecem que sua coalizão é cada vez mais enxuta, mas acreditam que, apesar da impopularidade do presidente, a força da máquina pública ainda pode ser um fator de agregação de deputados em torno do governo em 2018.

MAPEAMENTO: O Planalto começou a traçar no fim de semana um mapa final com as projeções para a votação de quarta-feira. As previsões mais otimistas são de que Temer tende a repetir o placar da primeira denúncia, quando 263 deputados foram favoráveis ao presidente e barraram o andamento da ação.

Alguns aliados estimam que o governo pode até superar esse número. No próprio PMDB, por exemplo, três parlamentares que não estiveram na primeira votação prometeram marcar presença na sessão desta semana - e devem registrar votos a favor do presidente.

Temer recebeu auxiliares no Palácio do Jaburu e no Palácio da Alvorada neste domingo (22) para discutir os últimos movimentos antes da votação em plenário.

Ele se reuniu com os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil), Moreira Franco (Secretaria-Geral da Presidência), Antonio Imbassahy (Secretaria de Governo), Henrique Meirelles (Fazenda) e Dyogo Oliveira (Planejamento), além de líderes de governo.

O presidente e seus auxiliares tentarão assegurar os votos de cerca de 20 deputados que ameaçam votar contra o governo. Temer vai passar os próximos dias recebendo líderes, em reuniões amplas e em conversas separadas.

O presidente liberou nas últimas semanas dezenas de nomeações que estavam represadas em diversas instâncias do governo para atender às demandas de parlamentares insatisfeitos. Outras indicações devem ser contempladas nos próximos dias, segundo líderes da base. (Via: Folhapress)



ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Parceiros
AV. Francisco Coelho de Amorim , Nº 45, BAIRRO: José e Maria, CEP 56320-440 - PETROLINA/PE FONES: (87) - 3867.1049 - (87) - 3861.5555 - (87) 8802.1892 EMAIL: radiopetrolinafm@hotmail.com ou petrolinafmcomercial@hotmail.com - por Site Gerenciavel
Copyright (c) 2022 - RÁDIO PETROLINA FM 98,3, - Todos os direitos reservados
site, tv, videos, video, radio online, radio, radio ao vivo, internet radio, webradio, online radio, ao vivo, musica, shows, top 10, music, entretenimento, lazer, áudio, rádio, música, promocoes, canais, noticias, Streaming, Enquetes, Noticias,mp3,Blog, Eventos, Propaganda, Anuncie, Computador, Diversão e Arte, Internet, Jogos, Rádios e TVs, Tempo e Trânsito, Últimas Notícias, informação, notícia, cultura, entretenimento, lazer, opinião, análise, jogos, Bandas, Banda, Novos Talentos, televisão, arte, som, áudio, rádio, Música, música, Rádio E TV, Propaganda, Entretenimento, Webradio, CD