Terça-feira, 14 de Julho de 2020

Buscar  
Redes Sociais


Hora Certa


Locutor (a)
CHAMA NA BOTA com Tácio camargo
Enquete
Na sua opinião, o Hospital Universitário deve servir só a Petrolina?

 Sim
 Não

Publicidade Lateral
Top Música
1
Minha Princesa
Desejo De Menina
2
Lábios De Mel
Ivete e Criolo
3
Não Conto
Wesley Safadão
4
Milu
Gustavo Lima
5
DECIDA
ZE VAQUEIRO
6
ACERTOU NA MOSCA
TIERRY FEAT GUSTAVO LIMA
7
CASAVA DE NOVO
DANIEL
8
PISADINHA
DIEGO E VITCTOR HUGO FEAT SAIA RODADA
9
AÍ EU BEBO
MAIARA E MARAÍSA
Estatísticas
Visitas: 2548851 Usuários Online: 79


Bate Papo

Digite seu NOME:


Variedades

Publicada em 28/04/20 às 17:38h - 628 visualizações
Anvisa aprova testes rápidos para covid-19 em farmácias

BLOG EDENEVALDO ALVES


 (Foto: BLOG EDENEVALDO ALVES)

A diretoria da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou hoje (28) a aplicação de testes rápidos para a detecção do novo coronavírus (covid-19) em farmácias. Com a decisão, a realização deixará de ser feita apenas em ambiente hospitalar e clínicas das redes públicas e privadas.

“O aumento [dos testes] será uma estratégia útil para diminuir a aglomeração de indivíduos [em hospitais] e também reduzir a procura dos serviços médicos em estabelecimento das redes públicas”, disse o diretor presidente substituto da Anvisa, Antonio Barra Torres.

As farmácias não serão obrigadas a disponibilizar o teste. O estabelecimento que optar pelo procedimento deverá ter profissional qualificado para realizar do exame.

A realização dos exames não servirá para a contagem de casos do coronavírus no país. Em seu voto, Barra Torres, que foi o relator do processo, destacou ainda que o teste não terá efeito de confirmação do diagnóstico para o coronavírus, uma vez que há a possibilidade de o teste apontar o chamado “falso negativo”, quando o paciente é testado ainda nos primeiros dias de sintomas.

“Os testes imunocromatográficos não possuem eficácia confirmatória, são auxiliares. Os testes com resultados negativos não excluem a possibilidade de infecção e os positivos não devem ser usados como evidência absoluta de infecção, devendo ser realizados outros exames laboratoriais confirmatórios”, disse.

A liberação dos testes rápidos em farmácias enfrentava resistências, devido a questões sanitárias e ligadas também à eficácia dos exames. Ao comentar a aprovação da realização dos testes em farmácias, Barra Torres lembrou que esses testes vêm sendo feitos por determinação de alguns governos locais.

A liberação desses testes será temporária e deve permanecer no período de emergência de saúde pública nacional decretado pelo Ministério da Saúde em 4 de fevereiro deste ano.(EBC)




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:


Parceiros

AV. Francisco Coelho de Amorim , Nº 45, BAIRRO: José e Maria, CEP 56320-440 - PETROLINA/PE FONES: (87) - 3867.1049 - (87) - 3861.5555 - (87) 8802.1892 EMAIL: radiopetrolinafm@hotmail.com ou petrolinafmcomercial@hotmail.com - por Site Gerenciavel
Copyright (c) 2020 - RÁDIO PETROLINA FM 98,3, - Todos os direitos reservados